Roteiro radical na Flórida: melhores montanhas-russas do Busch Gardens
4 de junho de 2019
Como viajar com uma mala de 10 kg: 5 dicas importantes
6 de junho de 2019

Roteiro em Canela (RS): um dia percorrendo a cidade

Subir a serra gaúcha sempre foi um programa de família, já que moro a menos de 100Km do destino, por isso, conheço muito bem a região e vou dividir com vocês algumas dicas de roteiro em Canela.

Vocês sabiam que a cidade de Canela fica ao lado de Gramado (RS) e é uma ótima alternativa para quem quer fazer turismo sem pressa e repleto de lugares com natureza?

Foto: Anelise Zanoni

Pois é, minha sugestão de roteiro de um dia na cidade passa pelos seguintes pontos: Parque do Caracol, Estação Campos de Canella e Catedral de Pedra.

A cidade é uma gracinha e é cortada pela avenida principal, a Osvaldo Aranha. Sou suspeita, mas amo a cidade! O trajeto pelo centro me dá ânimo: é repleto de plátanos, que mudam de cor conforme a estação do ano.

Numa caminhada pela rua encontramos charmosos restaurantes, bares e lojinhas, tudo com aquele jeitinho de cidade do interior.

A seguir vou explicar direitinho cada um dos atrativos do nosso roteiro, mas se você já quiser dar uma espiada em hotéis na cidade, pode clicar aqui.

Parque do Caracol: a atração mais famosa de Canela

Aqui você vai encontrar o principal cartão-postal da serra gaúcha: a Cascata do Caracol. Ela é um ícone da região e talvez o melhor passeio de Gramado e Canela.

O ingresso custa R$ 20 por pessoa, e inclui estacionamento.
Pertinho dali está a Árvore do Amor, uma homenagem de gratidão ao amor e às coisas boas da vida.

Há vários corações coloridos com mensagens e você pode deixar seu recadinho ali. Eu aproveitei o visual para tirar uma fotos coloridas!

Por ali também estão algumas lojas de artesanato e um mirante onde é possível ter uma vista privilegiada da cascata.

Fiquei um tempão só observando a força da água e o poder da natureza. A gente se sente muito pequeninho em frente à cascata!

Uma dica para quem gosta de fotografia: nos dias limpos, prefira visitar o parque pela manhã, pois é quando o sol está sobre a cascata, podendo muitas vezes formar um lindo arco-íris!!

Outra coisa legal para se fazer sem pressa são as trilhas. Uma delas leva até uma pequena cascata. São uns 15 minutos de caminhada e você chega em uma pequena e intensa queda de d’água!

Achei bem tranquila a trilha, com desníveis, mas nada cansativo (pelo menos na minha opinião!). Como havia chovido muito no dia anterior, o piso estava um pouco escorregadio.

Foto: Anelise Zanoni

Depois, fomos para a trilha que leva à represa. É bem simples: basta seguir o caminho de concreto que passa pelo mirante e margeia a cascata.

É um lugar amplo, repleto de água e lindíssimo para fotos! Amei rever este local.

O Parque do Caracol tem também um Centro Histórico Ambiental em uma casa construída nos anos 50. No local há informações sobre a fauna, flora, geologia e história da região. Há animais empalhados, fotografias, plantas e documentos.  

Mirante com elevador

Na minha última visita ao parque, no final de maio de 2019, conheci o elevador que leva até um mirante que fica a 30 metros do solo.

Esse programa foi novidade pra mim, já que não visitava o parque há uns sete anos anos (e olha que eu já estive lá pelo menos umas 5 vezes!).

Para subir na atração paga-se mais R$ 24 (R$ 12 na baixa temporada). A gente sobe por meio de um elevador e chega em um mirante envidraçado, que fica sobre a copa das araucárias.

A vista de cima é realmente linda e exclusiva. A gente enxerga as corredeiras que antecedem a Cascata do Caracol (eu já andei de helicóptero sobre a cascata e não havia visto estas corredeiras!!) e também o Vale da Lageana e alguns paredões de pedras.

Também tem alguns binóculos à disposição para quem quiser ver detalhes da região.

Eu gostei muito da atração e, para quem gosta de fotografar e ver a natureza de outro ângulo, vale a pena o investimento!

Catedral de Pedra: linda de dia e à noite

A Catedral de Pedra de Canela é outro ponto turístico que não pode ser deixado pra trás. Ela é a matriz da cidade e chamada oficialmente de Nossa Senhora de Lourdes.

Em estilo gótico inglês, a Catedral de Pedra começou a ser construída em 1953 e finalizada em 1987. Durante o dia é possível apreciar os detalhes de sua beleza e da torre de 65 metros de altura.

À noite, a grande atração é o espetáculo de som e luzes. As apresentações ocorrem às 20h30 e 21h30. Neste horário a gente fica ali na frente, paradinho em frente à igreja.

Depois, as luzes começam a dançar pela igreja e uma música completa o espetáculo, que é gratuito e ocorre todos os dias (até mesmo quando chove!!).

Foto: Anelise Zanoni

Estação Campos de Canella: novidade no centro da cidade

Canela tem uma história muito ligada às ferrovias, por isso gostei muito de visitar essa atração, que foi inaugurada em janeiro de 2019.

Habitada principalmente por imigrantes alemães e italianos, a cidade começou a crescer principalmente depois que uma ferrovia foi inaugurada (por meados do século 19) – e o vai e vem dos trens estavam muito ligados ao comércio da madeira.

Parte dessa história está recuperada na Estação Campos de Canella. E assim que chegamos vemos a locomotiva La Meuse, que foi toda revitalizada e está lindona! (e também é ótimo cenário para as fotos!)

A nova estação transformou o centro de Canela! Isso porque ali estão vários restaurantes e lojas.

Eu destaco a loja vagão do Mundo a Vapor, que foi o principal responsável por trazer de volta esse importante legado. Na loja, além dos souvenirs, é possível fazer uma foto de época (explico melhor em outro post).

Para quem gosta de doces, a Casa da Velha Bruxa é uma paradinha obrigatória!

Os doces com chocolate são cremosos e eu aposto que você nunca comeu uma calda de chocolate daquelas! (são todas preparadas com o chocolate Prawer, o primeiro chocolate artesanal do Brasil)!

Na Estação Campos de Canella há também um restaurante com lugares dentro de um vagão, o Férreo. Indico muito!!

Gostaram das dicas? Então já se programa para visitar Canela e conhecer essa novidade da cidade.

Aplicativo para percorrer a cidade

Uma super dica para quem vai à Canela é baixar o app da cidade, o Guia de Canela. Com o celular é possível conhecer os atrativos da cidade, conferir dicas de gastronomia e também ver o calendário de eventos da cidade.F

Usei durante minha visita e achei super prático. Para quem não tem roteiro, há inclusive algumas sugestões de acordo com o tempo que você fica na cidade!

Baixa lá! É uma ótima forma de você organizar sua viagem!

Mais dicas da serra gaúcha

Quer fazer uma roteiro por mais cidades da serra gaúcha? Confira outras matérias e venha conhecer nosso estado!

Coisas para fazer no Rio Grande do Sul!

10 vinícolas gaúchas que você precisa visitar!

Ninho das Águias – Nova Petrópolis

Comentários

comentários