Onde comer em Gramado: uma casa italiana com certeza
14 de julho de 2018
Porto Alegre mais doce: tradicional loja Prawer reabre
16 de julho de 2018

Provence: passeios pelos cartões-postais da França

Em uma das regiões mais bonitas da França, campos de lavanda, mercados de rua e castelos medievais fazem parte do cenário bucólico da Provence

 

De longe, a brisa bate no rosto e logo sentimos um aroma suave e adocicado. No horizonte, o que se vê é um caminho florido que faz um desenho de linhas quase sem fim.

Isso tudo poderia ser a imagem de um sonho ou de uma fotografia, mas é um pedacinho do que se enxerga e se sente nos campos de lavanda da Provence, na França.

Os campos de lavanda aparecem pelas estradas do interior da Provence, especialmente no Vale do Luberon |Foto: Anelise Zanoni

O destino que parece ter saído diretamente de um cartão-postal é um verdadeiro espetáculo da natureza. Delicado e com aroma que exala no ambiente, os campos de lavanda têm beleza própria e tempo limitado.

É apenas no verão europeu – de julho a, no máximo, setembro – que eles aparecem e tomam conta da paisagem de ligam estradas de pequenas cidades da região.

 

Abadia de Senanque é um dos pontos turísticos da região e também exibe as lavandas no verão. |Foto: Anelise Zanoni

Para encontrá-los, o ideal é percorrer o Vale do Luberon, um dos lugares mais incríveis que visitei em solo francês e que continua habitando meus sonhos (se pudesse voltaria todos os anos!). Nessa região é comum ver construções medievais feitas de pedra, muitas flores, estradas estreitas e campos de lavanda e girassol. Por vezes, a paisagem parece ter saído de um verdadeiro cartão-postal!

Campos de girassol também são bastante comuns pelas estradinhas da Provence

O que fazer no Vale do Luberon

O mais legal da região é a possibilidade de entrar em contato com uma cultura tão peculiar. Da lavanda surgem fragrâncias, cremes, sabonetes e muitos outros produtos (todos à venda em diferentes tipos de lugares). A paixão pela terra e pelos ingredientes locais também ganha destaque, porque todos os dias há feira de rua em alguma das vilas do Vale do Luberon. Na minha visita, fiz questão de pesquisar muito e fazer um calendário para não perder as melhores feirinhas (uma das que eu mais gostei fica em Gordes!)

Em Gordes está uma das maiores feiras da região do Vale do Luberon. |Foto: Anelise Zanoni

Entre os produtos estão legumes frescos, queijos, embutidos e peças de artesanato, incluindo cerâmica e tecidos. Os vinhos da Provence também são muito famosos, geralmente com tom rosado, sabor suave e, sim, valores muuuuito em conta! (é possível encontrar excelentes rótulos com valores de 3 a 10 euros)

Quando percorremos as estradas estreitas da região, nos deparamos com cidadezinhas que parecem ter saído de um filme. Gordes, na minha opinião, é uma das mais marcantes e lindas. Sobre uma montanha, a cidade é quase toda construída com pedras e tem a Abadia de Sénanque como principal ponto turístico. Claro que, na nossa estada, decidimos montar base na cidade – e foi a melhor escolha!

Impossível não se render à beleza de Gordes, cidadezinha repleta de construções medievais. |Foto: Alan Birck

Além disso, alugamos um carro, porque os trens não passam em todos os vilarejos – e o que nos deu mobilidade para desbravar estradas de chão batido e encontrar raridades até na hospedagem – ficamos no hotel La Ferme de La Huppe, que tem um restaurante que serve a típica comida da Provence.

Charmosa entrada do Hotel Ferme de la Huppe, em Gordes. |Foto: Anelise Zanoni

Outras cidades como Lacoste, Roussillon e Lourmarin também merecem atenção, porque têm castelos históricos, casinhas repletas de flores e restaurantes maravilhosos.

Registre todos os momentos ao lado dos campos de lavada, porque eles ficam floridos somente no verão europeu

Quem deseja conhecer a região deve reservar pelo menos uma semana para visitá-la com calma, porque as distâncias entre as cidades não são tão curtas, e é preciso tempo para apreciar com calma cada uma elas e ter a certeza de que a Provence é um sonho que pode virar realidade!

Comentários

comentários