Mônaco: país apresenta novidades em Gramado (RS)
16 de outubro de 2019
Oktoberfest Igrejinha: roteiro completo pela festa
23 de outubro de 2019

Cambará do Sul: passeios para quem visita os cânions

A região dos Aparados da Serra não se limita aos dois principais parques, do Itaimbezinho e do Fortaleza, por isso vamos falar mais sobre Cambará do Sul: passeios para quem visita a região.  

Há dezenas de trilhas e cachoeiras no mapa natural da região e, na nossa última visita, em agosto de 2019, pudemos conhecer alguns desses lugares. A maioria das atrações têm entradas gratuitas ou com valores super econômicos.

As Cascatas do Venâncio formam um lindo complexo no parque. É um super passeio

Vale a pena se organizar e reservar um tempinho extra, porque as estradas são de chão e exigem mais tempo para o deslocamento (e um pouco de paciência!)

Selecionei dois passeios – o Parque Estadual do Tainhas e também a Fazenda Cascatas dos Venâncios.

Caso você queira olhar primeiro as opções de hospedagem, clique aqui e veja alguns descontos e tarifas. 

Se você pensa em alugar um carro para ir até lá, indico aqueles que são mais altos, ou um 4×4. Você pode fazer uma pesquisa de preços por aqui (a gente geralmente encontra veículos com desconto!!).

Passeio de 4×4 em Cambará do Sul

A 36 quilômetros da cidade, no município de Jaquirana, o Parque Estadual do Tainhas tem uma das principais atrações da região quando o assunto é passeio radical. 

O local abriga o Passo do S, um lajeado que tem formação rochosa em forma da letra S. Por ali é possível atravessar de uma margem à outra de carro, moto, cavalo e, às vezes, a pé.

Os veículos passam sobre o lajeado coberto por água

 A poucos metros, no sentido da correnteza, há uma queda dágua com cerca de 100 metros.

É indicado fazer o passeio com guia e a bordo de um carro alto ou 4×4. Acompanhada do guia Andrews Mohr, que sempre viveu na região, chegamos ao parque e descemos do carro para entender melhor a atração turística. 

A vegetação rasteira destaca o lajeado de longe e com o silêncio do mato é possível ouvir a força da cachoeira que despenca a partir do Passo do S.

Com a ajuda do guia, consegui descer até bem perto da queda d’água. O percurso exige paciência e foco, porque muitas vezes está molhado e pode escorregar. 

A trilha da cascata do Passo do S é íngreme, mas rápida. A vista compensa muito!

A chegada lá em baixo é compensadora: em meio às grandes pedras dá para ver e sentir a força da água. É uma energia imensa!

O guia Andrews Mohr já está acostumado de chegar bem pertinho da cascata

No retorno, fizemos o famoso percurso do Passo do S até a outra margem.

No início, tive a sensação de que o carro não passaria. Embora estivesse com menos vazão de água no lajeado (uns 20 a 30 centímetros), o carro foi andando devagarinho e atravessando a correnteza.

O ideal é atravessar o Passo do S em carros 4 x 4 ou mais altos

Para fazer o percurso é importante seguir as marcações colocadas no próprio Passo do S. Também é prudente conversar com os guias locais, para evitar sustos como o ocorrido em outubro do ano passado, quando três jipeiros ficaram presos no local e precisaram ser resgatados de helicóptero para não caírem na cachoeira. 

O susto virou notícia em diversos veículos!!

Parque Estadual do Tainhas

O local fica a 36 quilômetros de Cambará do Sul, e o trajeto é feito por estrada de chão. Abriga campos, matas com araucárias, banhados e cachoeiras. Uma das principais atrações é o Passo do S.

A entrada é gratuita.

Não há banheiros nem opção de alimentação

Aberto das 8h/17h

Quanto custa

O passeio que inclui o Passo do S, Passo da Ilha e Cascata dos Venâncios custa uma média de R$ 120 por pessoa. 

O pacote inclui água, visitas guiadas e ingresso. 

Informações: Aparados Ecoturismo (54) 9 9907-8199

Fazenda Cascatas dos Venâncios

Depois de percorrer 33 quilômetros de caminhos de terra desde Cambará do Sul, paramos o carro no pátio de uma casa. 

Esta é a casinha da família que recebe os turistas no parque

Muito solícita, uma mulher saiu da cadeira onde estava, pegou uma planilha e anotou alguns dados. 

Cada pessoa paga 15 reais para entrar na Fazenda Cascata dos Venâncios, uma propriedade privada no município de Jaquirana e que se transformou num dos principais parques de ecoturismo da região.

Banhado pelo Rio Camisas, o parque tem um conjunto de quedas d’água onde é possível passar o dia, acampar, fazer piquenique e até tomar banho de cascata. 

Com tanta natureza e cascatas, as cobras podem mesmo aparecer

Para aqueles que passam um tempo prolongado, o valor sobre para R$ 25. Vale cada centavo, porque a natureza impera por ali.

Na parte direita do parque, há área com mesinhas e uma trilha muito fácil e plana leva às primeiras quedas. 

É impossível não sorrir ao ver a água transparente descendo entre as pedras.

São muitos paredões com água na Fazenda Cascatas dos Venâncios

Do outro lado, pela esquerda, vem a segunda surpresa: os paredões de rocha são maiores, e a água triplica de tamanho. 

É por ali que a maioria das pessoas prefere tomar banho no verão.

Depois, quando achamos que já vimos tudo, vem a surpresa final. A partir de um mirante a poucos passos das cascatas, conseguimos ver o todo: uma cadeia de muitas cascatas, pedras e natureza

Do outro lado do parque encontramos mais cascatas para banho

Aí temos certeza que pagar para visitar o parque que fica no pátio de uma propriedade familiar é o mínimo que se pode fazer!

Fazenda Cascatas dos Venâncios

Fica a 33 quilômetros de Cambará do Sul, no município de Jaquirana. O trajeto é feito por estrada de chão. O ingresso custa R$ 15 e R$ 25 para quem passa o dia inteiro no parque.

A principal atração é o complexo de cascatas com trilhas fáceis e acesso a algumas das quedas

Há banheiros e estrutura para piquenique, incluindo churrasqueira e quiosques

Aberto das 8h/18h

Mais dicas

Quer conhecer algumas pousadas para se hospedar em São José dos Ausentes? Fizemos um texto especial sobre o tema.

Confira nossa experiência nos famosos Cânions do Itaimbezinho e Fortaleza!
Programe sua viagem com a gente! Veja aqui um roteiro de 4 dias em Cambará do Sul.

Parte do conteúdo dessa reportagem foi produzido pelo Travelterapia para o jornal Estado de São Paulo, edição do dia 29/09/2019.

Comentários

comentários