Roteiro básico: o que visitar em Nova York pela primeira vez
30 de abril de 2017
Antiquário Edelweiss é uma surpresa em Morro Reuter
1 de maio de 2017

Comer e viajar é uma combinação que eu acho que tem tudo a ver! Claro que não precisamos gastar todas as economias num restaurante, mas é sempre bom experimentar sabores e combinações diferentes porque gastronomia também faz parte da cultura e da experiência de uma viagem.

Em 2014 tive a sorte de visitar o então recém inaugurado Time Out Market Lisboa, ou o Mercado da Ribeira e tive uma das melhores experiências gastronômicas de viagem a um custo bem acessível.

No antigo prédio datado de janeiro de 1882, estão mais de 40 food corners que funcionam como uma espécie de restaurante fast food gourmet. A composição de moderno e antigo deve-se a um projeto da revista Time Out, que decidiu convidar conhecidos cozinheiros portugueses para se instalar no local e montar uma grande praça de alimentação de primeira.

Eles servem receitas criativas, a maioria com ingredientes regionais. O cardápio é curto, mas geralmente há opção de petisco, prato principal, sobremesa e bebida. Os tíquetes podem ser comprados individualmente, o que significa que é possível escolher confit de bacalhau por 12 euros em uma banca e comprar uma taça de vinho verde por 3 euros em outra! (sim, os preços são assim mesmo!)

O lugar é um must see de Lisboa e reúne gente descolada que vai lá para comer, paquerar e fazer festa – eles estão sempre programando happy hour, pequenos eventos e shows. E o mais legal de tudo: as mesas são compartilhadas e a gente divide espaço com gente de diferentes partes do mundo que vão lá para comer, beber e se divertir!

Há também algumas lojas bacaninhas com objetos vintage, peças de decoração e ingredientes gourmet. Para completar, há shows culinários em dias específicos e, nas datas festivas, o pessoal da Time Out organiza festas bastante disputadas.

Na ocasião da viagem visitamos o mercado duas vezes, uma delas na virada de Ano Novo!

Experimentamos o clássico Francesinha, assinada pelo do chef Miguel Castro e Silva. No pratão vinha pão, filé, molho de vinho do Porto, mussarela e ovo estalado. Uma delícia demais da conta!

Também fomos de Bacalhau confitado com espinafre, uma receita clássica à venda nos quiosques e com preço médio de 12 euros.

Do chef Alexandre Silva veio o petisco: queijo cremoso da Serra da Estrela e fatias de pão artesanal.

E também nos entregamos aos doces do Nós é Mais Bolos!

 

Outras bancas que valem a pena em Lisboa

Fizemos uma pequena seleção de bancas que adoramos!

Balcão da Esquina

Assinado pelo chef Vítor Sobral, vende petiscos portugueses em versão sofisticada. A base é fruto do mar, com destaque para o bacalhau.

Monte Mar

O restaurante é uma pequena versão do Monte Mar original, de Cascais. Também trabalha com pratos clássicos portugueses com frutos do mar


Manteigaria

É um lugar especial para quem gosta de pastéis de nata! Os doces saem quentinhos do forno de hora em hora. E o resultado: massa crocante e recheio cremoso sempre!. Cada unidade custa 1 euro.

Cozinha da Felicidade

Traz no cardápio sanduíches, saladas e pratos com peixes e saladas. O prato mais caro é o sanduíche de lombo maturado com cogumelos e queijo, que custa 10,90 euros. O bacalhau com purê de cenoura e pimentão sai por 8 euros. A taça de vinho custa a partir de 2,25 euros. Bom demais, né?

 Nós é mais bolos

O nome já uma tentação! Trabalha com bolos e sobremesas que custam entre 3 e 4 euros. Ideal para terminar o passeio pelo Mercado da Ribeira. Entre as gostosuras estão bolo de brigadeiro com chocolate, tortinha de limão, pão de ló (eles dizem que é o melhor do mundo!) e torta de amêndoa.

 

O Prego da Peixaria

Vende o tradicional prego, sanduíche bem recheado. As versões custam em média 8,50. O prego do Bétinho vem com carne de lombo de porco, salame, provolone e molho barbecue.

 

Alexandre Silva

É um dos lugares mais disputados e vende pratos e petiscos com ingredientes bem tradicionais. Um deles é a bochecha de vitela estufada com batata doce e legumes salteados, que sai por 10 euros. Para iniciar os trabalhos tem pão artesanal com queijo de Azeitão (6 euros).

Marlene Vieira

É uma cozinha feita com amor. Na época do final de ano, havia bolo de reis e doces típicos para o público entrar no clima. O cardápio geralmente contempla entrada, prato principal e sobremesa. O bacalhau no forno com broa e musse de grãos custa 10 euros e é uma delícia. E acreditem: o menu degustação com cinco variedades sai por 15 euros!!

 

Comentários

comentários