Festas, banho de lama com elefantes e mergulho: Guia para conhecer o melhor da Tailândia
9 de janeiro de 2018
Uma pousada de charme em Pelotas, na Costa Doce Gaúcha
16 de janeiro de 2018

Pelotas: 4 lugares que você precisa conhecer na cidade

Conhecida como a “Princesa do Sul”, Pelotas, no sul gaúcho, foi muito famosa no passado, porque reunia gente rica em função do charque. Isso lá pelo século 19!

Devido ao dinheiro que circulava por lá, muitos casarões foram construídos e estão na cidade até hoje. E, claro, as charqueadas, onde o charque era produzido também contam muito dessa história e valem a visita!

Selecionei algumas dicas da cidade para quem quiser fazer um roteiro parecido. Vale reservar pelo menos um final de semana para fazer tudo com calma! Outra possibilidade é aproveitar uma viagem ao Uruguai para dar uma descansadinha em Pelotas – já que a cidade fica no meio do caminho!

Fotos: Anelise Zanoni

  • Charqueada São João

No passado estima-se que Pelotas tinha 38 charqueadas. Hoje esse número é muito reduzido e elas atuam apenas como pontos turísticos (ainda bem, porque há muita história de exploração de escravos por ali!).

Para quem quer conhecer um pouco mais de história, vale ir na Charqueada São João, que fica ao lado da Santa Rita e já foi cenário de séries como A Casa das Sete Mulheres e O Tempo e o Vento.

Para entrar na São João o ingresso custa 30 reais. Fizemos uma visita guiada muito bem explicada, na qual conhecemos curiosidades sobre a charqueada, incluindo os esconderijos e as maldades que o povo de lá costumava fazer com os escravos.

Ao longo do percurso pelos cômodos da casa que ainda está de pé há móveis antigos e objetos – alguns originais.

Além da visita, há um passeio de barco pelo Arroio Pelotas. Aí o ingresso custa R$ 55 (visita + barco). No trajeto dá pra ver outras construções históricas e muitas casas modernas da cidade.

Todo mundo que entra no barco recebe um colete salva-vidas. Confesso que fiquei com medo de embarcar com um bebê de um ano porque não sabia como ele reagiria no barco durante quase uma hora de passeio – aí preferimos ficar brincando na sombra, enquanto o papai se aventurou no barco!

  • Centro Histórico

Como a cidade viveu épocas áureas no passado, ainda há lindos prédios históricos no centro. Vale fazer uma caminhada e passar pelo Teatro Guarany e pelo Mercado Público.

E uma coisa: não deixe a cidade sem antes comer um tradicional doce pelotense – geralmente feito com ovos!! Nada melhor do que encerrar o passeio feliz e adocicado!

  • Restaurante Chu

Há muito tempo eu ouvia amigos fazerem milhares de elogios para o restaurante Chu, de Pelotas. Sempre que eu ouvia, imaginava que fosse um lugar totalmente fino, com a maior cara de restaurante para casal e com preços caríssimos!

Aí, nada melhor do que visitar o Chu para saber que a casa tem cara de restaurante pra casal, sim. Mas também tem tudo que a gente precisa para ir com a família: incluindo espaço kids, cadeirinhas de papá, cardápio especial e garçons bem educados! Ah, sem falar que as receitas do menu são maravilhosas!

Jantamos por lá no dia do meu aniversário e saímos muito satisfeitos (e com quilos a mais, claro!). Eu fui de filé Chateaubriand, flambado com vinho do Porto e servido com risoto à piemontês. Meu marido escolheu sorrentino de bacalhau com molho de nata.

Pra fechar a noite, terminamos a engorda com vulcão de doce de leite! Uma maravilha!!

  • Praia do Laranjal

A cidade de Pelotas tem praia, sim! E fica a cerca de 15 minutos de carro do centro! O local é ponto de encontro de quem gosta de uma caminhada e para retocar o bronze. Passamos de carro por lá para conhecer e é realmente muito bonito.

Dá vontade de sair correndo para a água, mas durante uma conversa com os moradores descobri que as águas eram poluídas.. E é fato: no início de 2018, de 10 pontos da praia, apenas 2 estavam liberados para o banho… Uma pena mesmo! (mas se tiver curiosidade, faz como a gente: dá uma passadinha para ver o movimento!)

LEIA MAIS

Uma pousada de charme em Pelotas, na Costa Doce Gaúcha

Comentários

comentários