Espaço Influência: conectamos influenciadores e marcas
26 de novembro de 2019
show de fogos no lago illumination
Show Illumination em Gramado: o que é e como assistir
19 de dezembro de 2019

Onde ver a aurora boreal: trip para encontrar o fenômeno da natureza

Quer saber onde ver a aurora boreal?

Ter essa oportunidade é o sonho de muitos viajantes e neste post nosso leitor Glauber Longoni irá compartilhar como foi sua experiência em busca do fenômeno natural!

Foto: Glauber Longoni

Texto de Glauber Longoni*

Olá, meu nome é Glauber Longoni, sou apaixonado por viagens, seguidor e fã do blog Travelterapia há longa data e já contribui com alguns artigos e histórias.

Hoje quero contar sobre uma experiência única: a busca pela Aurora Boreal na Lapônia, região que engloba parte da Finlândia, Noruega, Suécia e Rússia. Fizemos uma viagem ao extremo norte do planeta!

Saiba onde ver a aurora boreal, o espetáculo da natureza

Há vários roteiros possíveis para tentar ver a aurora boreal, mas não recomendo fazer por conta própria, pois é uma região inóspita, com temperaturas congelantes, estradas vazias e cobertas de gelo.

Além, é claro, de ser necessário conhecimento profissional e monitoramento das condições meteorológicas ideais.

Entre as opções está contratar agências locais especializadas (cobram caro e o serviço deixa a desejar) ou agências especializadas no Brasil, como foi o meu caso.

Depois de extensa pesquisa escolhi a agencia GEOTRIP, do proprietário Daniel Japor. Ele é conhecido como pioneiro no negócio e um cara apaixonado pela aurora boreal que já fez mais de 60 expedições na região.

Roteiro da viagem

Começamos nossa trip na cidade de Oslo, de onde partirmos de avião em direção as Ilhas Lofoten, ambas na Noruega.

Lá é onde fica um dos locais mais bonitos do mundo, segundo a revista National Geographic.

Foto: Glauber Longoni

Não sei se é o lugar mais bonito do mundo, mas realmente é de tirar o fôlego! Nada de aurora boreal por enquanto, pois estava chovendo muito nos dois dias que estivemos por lá.

Mesmo assim, vale muito conhecer a região de Reine, no sul da ilha. Destaco também o museu Viking que fica no meio do caminho.

Nosso próximo destino foi a cidade de Tromsø, um dos pontos mais explorados pelos caçadores de aurora boreal. Para chegar lá embarcamos em um cruzeiro nas Ilhas Lofoten, que durou cerca de 16 horas.

Já em nossa primeira noite em Tromsø saímos a procura da aurora boreal, sempre monitorados e direcionados pelo nosso guia Daniel Japor.

Viajante tem sonho realizado

Após rodar mais de 100 km e esperar por horas, conseguimos avistar uma pequena amostra desse espetáculo da natureza!

Foto: Glauber Longoni

No dia seguinte, por volta das 19h, saímos novamente em direção a um local monitorado por nosso guia. Lá “ela” se apresentou radiante, toda metida e dançante no céu da Noruega.

Foto: Glauber Longoni

As palavras não conseguem traduzir esse momento! Em êxtase, finalmente o objetivo principal de nossa viagem foi cumprido: a aurora apareceu, ficou no céu por algumas horas, centenas de fotos e registros. 

Dica extra: as câmeras de celular não captam o fenômeno adequadamente, é necessário câmera profissional, longa exposição e tripé.

Para finalizar, conhecemos também a cidade Kilspijärvi, na Finlândia, onde pegamos temperaturas congelantes de -13 graus. Não se arrisque ir sem guia, porque a estrada é perigosa e escorregadia.

Foto: Glauber Longoni

Diante de tanta beleza e momentos inesquecíveis, podemos dizer que fomos presenteados pela mãe natureza!

Nós vimos a aurora boreal várias vezes, dormirmos em um vilarejo isolado no norte da Finlândia e guardamos memorias inapagáveis.

Essa foi nossa trip pela Lapônia! Uma viagem linda, fria e inesquecível!

*Glauber Longoni é advogado, seguidor e fã do nosso blog Travelterapia, de onde sempre pega dicas de viagem: desde restaurantes, dicas de transporte, locais para visitar e aquela dica esperta para viajar sem gastar o desnecessário.

Comentários

comentários