Bah Restaurante tem menu inspirado na cultura dos pampas
30 de setembro de 2019
Cambará do Sul: cânion do Itaimbezinho e Fortaleza
2 de outubro de 2019

A região gaúcha dos cânions e é uma das mais bonitas do Brasil, mas na hora de organizar a viagem surge a dúvida: o que fazer em Cambará do Sul (RS)? Como é visitar o cânion do Itaimbezinho

Em agosto de 2019, passei 5 dias na região para produzir um roteiro completo para visitar Cambará do Sul e também municípios vizinhos, como São José dos Ausentes e Jaquirana.

Então, vem comigo, porque a viagem já pode ser organizada por aqui!

O que visitar em Cambará do Sul

Se há uma coisa que tem pressa na região gaúcha dos Campos de Cima da Serra é o vento. Por isso, você vai perceber que, para viajar até Cambará do Sul, tudo é mais lento!

Há 15 anos, quando a gente nem imaginava viajar com um smartphone como guia, estive lá pela primeira vez e todos os acessos da cidade tinham estrada de terra e buracos gigantes. 

Hoje, Cambará do Sul (RS), conhecida como a terra dos cânions e principal destino para quem visita a região, poucos caminhos já têm asfalto.

Os paredões de pedra dos cânions, de Cambará do Sul, são impressionantes.

Muitas vias rústicas que recortam as paisagens verdes e rurais ainda estão lá, assim como as pousadas que funcionam dentro da casa dos proprietários e o comércio, que geralmente fecha as portas na hora do almoço.

E sabem de uma coisa? Talvez esse seja um dos encantos de um dos destinos mais bonitos do Rio Grande do Sul. 

Se querem um conselho na hora de preparar o roteiro, vou dizer: é preciso ter tempo para percorrer as distâncias até os principais cânions e serenidade para ficar contemplando o belo trabalho feito pela natureza.

O Cânion do Itaimbezinho é um dos mais famosos da região e tem 600 metros de altura!

Por falar em força natural, ela está muito presente por lá. 

Quase intacta, com cânions gigantes, quedas de água que brotam de paredões e vegetação em meio a cachoeiras, a região tem dois parques: o Aparados da Serra e o da Serra Geral. 

Ambos abrigam os cânions mais visitados do Rio Grande do Sul: o Itaimbezinho e o Fortaleza, respectivamente.

Hoje os parques têm pouquíssima estrutura e acesso por estradas de terra. Um projeto de concessão para a iniciativa privada deve melhorar o acesso aos cânions, mas isso deve demorar pelo menos três anos!

Além disso, os parques ganhariam estrutura como restaurantes, banheiros, mirantes e áreas mais seguras. E, provavelmente, as grandes operadoras de viagem circulariam por lá (aqueles ônibus abarrotados de turistas ainda não alcançam no destino!).

Sem dúvidas, a vista do Cânion Fortaleza é magnífica!

Enquanto esse dia não chega, pode ser uma ótima oportunidade viajar sem pressa e ser atendido por simpáticos proprietários de restaurantes e pousadas, que contam com emoção as histórias da família e lendas.

As pequenas agências também se orgulham de ter guias que foram criados entre trilhas que levavam a cachoeiras e a cânions pouco explorados.

Roteiro em Cambará do Sul

Como os passeios exigem deslocamentos longos ou esforço físico (devido às trilhas e caminhadas), o ideal é reservar sempre tempo livre para descansar e curtir o hotel ou a pousada.

Nas trilhas há diversas placas para orientar os visitantes.

Clique no assunto que mais lhe interessa e você verá mais textos!

Dia 1 – Cambará do Sul

Parque Nacional dos Aparados da Serra e visita ao centrinho de Cambará do Sul. Aproveite para jantar em um dos restaurantes da região.

Dia 2 – Cambará do Sul

Parque Nacional da Serra Geral e Passo do S com Cascata dos Venâncios

Dia 3 – São José dos Ausentes

Pico e cânion do Montenegro

Indicamos hospedagem na região, já que a viagem entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes é longa devido à estrada de chão (cerca de 50 quilômetros).

Dia 4 – São José dos Ausentes

Aproveite para curtir as atrações de sua pousada, que geralmente incluem passeios próximos e cavalgadas.

O Pico do Monte Negro é o ponto mais alto do estado do Rio Grande do Sul. Está a 1410 metros de altitude.

Onde se hospedar em Cambará do Sul 

Cambará do Sul é o local da região dos Campos de Cima da Serra que tem opções mais variadas de hospedagem, incluindo experiências de luxo a campings.

Algumas hospedarias já são projetadas para a experiência do turista e estão integradas com a natureza. Selecionamos algumas delas.

Cambará Eco Hotel

O hotel Cambará Eco Hotel tem como meta promover a sustentabilidade.

Para isso, os quartos receberam cobertores feitos com fibras de garrafas pet, produtos biodegradáveis nos banheiros e redutores de água em pias e torneiras.

O Cambará Eco Resort está numa região privilegiada!

Um grande lago com um pontilhão serve de paisagem para os hóspedes e é também um local para atividades de lazer. As tarifas custam a partir de R$ 366.

Confira aqui outras tarifas do Cambará Eco Hotel

Cambará Eco Hotel
Estr. do Faxinal, 1001, Centro, Cambará do Sul 
Telefone: (54) 3251-1703

Parador 

É um verdadeiro acampamento de luxo.

Para recepcionar quem chega, é entregue uma taça de espumante, apreciada em frente à lareira ou de uma das janelas que introduzem à paisagem dos Campos de Cima da Serra.

Impossível não se encantar com essa hospedagem!

Estofados em tons bege e marrom, detalhes em pedra e madeira compõem a ambientação da sala de convívio. São um convite para, antes de conhecer o quarto, avistar as montanhas e o movimento do rio Camarinhas, que serpenteia o terreno. 

É inspirado nos lodges africanos, e tem 3 tipos de hospedagem, que partem de R$ 466 (para um casal).

Confira aqui outras tarifas do Parador. 

Parador
 Estrada do Faxinal, RS 427, Morro Agudo Cambará do Sul
Telefone: (54)  3295-7575

Pousada Corucacas

A um quilômetro do centro de Cambará do Sul é possível vivenciar as rotinas de uma fazenda.

O clima da Pousada Corucacas é muito aconchegante.

Em operação desde 1996, a Pousada Corucacas é pioneira em receber turistas ansiosos por viver a experiência de acordar no mato, à beira de um lago e ao som gritante das corucacas, pássaro típico da região.

A pousada tem um programa completo de imersão e tem tarifas a partir de R$ 250 o casal. 

Confira aqui outras tarifas da Pousada Corucacas.

Pousada Corucacas
RS 020 Km 01 s/n, Fazenda Baio Ruano, Cambará do Sul
Telefone: (54) 3251-1123 Diárias a partir de R$ 250 por casal

Morada dos Canyons 

É um hotel de luxo no topo de uma montanha.

Com vista privilegiada, tem 10 chalés com janelões de vidro e jacuzzi, para dar romantismo ao cenário.

O Hotel Morada dos Cânyons é uma das hospedagens mais famosas e luxuosas da região!

Um dos espaços mais bonitos é a piscina aquecida e com borda infinita, que tem como paisagem os paredões. Por ali é impossível não se entregar para uma foto e postá-la no Instagram!

As tarifas da Morada dos Cânyons custam a partir de R$ 955. 

Confira aqui outras tarifas da Morada dos Canyons

Morada dos Canyons
SC 290, km 28, Serra do Faxinal, Praia Grande (SC)
Telefone: (48) 3532-1590

Organize sua viagem

A partir de Porto Alegre, siga pela BR-116 em direção à serra gaúcha. Nossa sugestão é acessar a RS-239 a partir de Novo Hamburgo. Depois, em Taquara, seguir pela RS-020 até Cambará do Sul. A estrada é toda asfaltada.

A partir de Florianópolis, desça em direção ao Rio Grande do Sul pela BR-101.

Depois, próximo a São João do Sul, ingresse na SC-290 rumo a Praia Grande e depois siga pela RS-427 até Cambará do Sul. Você encontrará estrada de chão a partir de Praia Grande – o trecho tem pedras e muitas curvas.

O centro histórico da Cambará do Sul é charmoso e vale uma visita também! Aqui estou na frente do Centro Cultural Dr Santo Borneo.

Internet

Muitos pontos da região não têm internet, e a conexão em alguns hotéis pode ser lenta. Prepare-se para estar conectado apenas com a natureza.

Caixas eletrônicos

Muitos restaurantes, bares e lojinhas aceitam cartão de débito e crédito, mas você pode encontrar dificuldade de sacar dinheiro nas cidades, porque caixas 24 horas são raríssimos.

Alimentação

Quando for aos parques, leve lanche e água, pois não há opções de alimentação. Também é importante organizar a rotina da viagem, porque muitos lugares ficam bem afastados de restaurantes ou mercados (por este motivo algumas pousadas oferecem pensão completa).

O que colocar na mala

O destino tem foco na aventura, então prefira roupas confortáveis. Leve protetor solar e chapéu/boné para as longas trilhas.

Um casaco corta vento também pode ser interessante, assim como roupas térmicas (mesmo no verão o clima pode mudar e fazer frio de uma hora para outra).

Seguro viagem 

Contratar um seguro viagem é essencial em todos os destinos, porque imprevistos sempre podem acontecer.

Em Cambará do Sul você vai fazer muitas trilhas e é uma região de difícil acesso, por isso sugiro que você esteja preparado para possíveis eventualidades.

Nossos leitores têm até 20% de desconto no Seguros Promo através deste link!

Parte do conteúdo dessa reportagem foi produzido pelo Travelterapia para o jornal Estado de São Paulo, edição do dia 29/09/2019.

Comentários

comentários