Tour experiência: como é subir a serra gaúcha num Mercedes-Benz
11 de abril de 2018
África do Sul: como uma experiência de vida se transformou em livro
23 de abril de 2018

Uma viagem pelo máximo de destinos possíveis na Europa

Riva Del Garda – uma das cidades em torno do Lago di Garda

Há muito tempo que eu sonhava em conhecer a Europa, sempre quis viajar para lá e conhecer o maior número de lugares possíveis. Em 2017 começamos a planejar seriamente a viagem e estabelecer destinos e datas, optei por realizar todo o planejamento sozinha, sem nenhum trecho ou passeio realizado por agências de viagem.

Fizemos uma viagem econômica, procurando reservar tudo com antecedência para ter preços mais acessíveis e pagar a maior parte das despesas antes da viagem. Levamos um pouco de dinheiro em papel moeda, fizemos um cartão Travel Money e usamos cartão de crédito também.

Deslocamentos na Europa: avião/trem/carro

De avião: Fizemos voo direto de São Paulo (GRU) para Madri – ida e volta sem escalas pela Air China. Conseguimos bons preços, R$2100,00 ida e volta por pessoa.

Quanto a voar de Air China, foi tranquilo e voaria novamente. Apenas duas dicas: se você não dorme no voo leve alguma forma de entretenimento e é sempre bom ter lanches, pois a alimentação não é o forte da companhia. Você pode ter o azar de na sua vez ter apenas uma opção intragável para o paladar brasileiro.

Na Europa voamos de Ryanair de Madri para Verona e depois de Roma para Madri. Valeu a pena diminuir as malas e voar barato com a companhia.

Veneza – Plaza San Marco – vista da cúpula da Basílica de San Marco

Dentro da Itália usamos apenas um trem Verona-Veneza e depois locamos um carro para facilitar o acesso a destinos mais difíceis de ir de transporte público: Lago di Garda e o interior da Toscana.

Aluguel de carro: reservamos pelo Rentcars.com. Dica importante: tenha muito, mas muito limite livre no cartão de crédito, pois eu tinha lido que seria necessário um limite de €1000 para bloqueio no cartão de crédito e reservei essa quantia em um dos cartões. Quando fomos pegar o carro, o valor era de €1300 e não tínhamos esse valor (não aceitavam bloquear dois cartões de crédito). Tivemos que pagar pelo seguro da locadora, o que encareceu bastante a locação.

San Gimignano, uma das várias cidades fortificadas medievais da Itália. Nessa praça fica a Gelateria Dondoli, que diz ter “o melhor sorvete do mundo

Internet na Europa

Compramos dois chips de internet já na Europa (cada um custou €25), um no aeroporto de Madri e outro no centro de Verona. O chip que compramos em Verona era da operadora Wind e funcionou muito bem em toda a Itália. Em Madri, usamos bastante como GPS no celular.

Cidades visitadas por lá

Itália: Verona – Veneza – Riva Del Garda – Sirmione – Luca – Pisa – Manarola – Monteriggioni – San Gimignano – Siena – Montalcino – Roma – Vaticano

Espanha: Madri

Destinos imperdíveis para mim: Verona, Veneza, dar a volta ao Lago di Garda e todo o interior da Toscana.

O que fazer em Roma

Visitar as catacumbas que ficam fora das antigas muralhas de Roma. Infelizmente não pode fotografar nada, mas é imperdível!

Piazza San Pedro no Vaticano. Vista da cúpula da Basílica (depois de 500 degraus)

Dica para visita ao Vaticano: ir bem cedo para a Praça São Pedro, antes das 8h da manhã, para visitar a basílica ainda vazia e subir na cúpula sem pegar filas. A vista vale muito a pena a subida (500 degraus) e os €8 e que se paga de ingresso.

O que fazer em Madri

Ao fundo o palácio real . Não é possível fazer fotos internas, mas vale a visita!

Economize visitando o Museu do Prado e o Palácio Real durante a semana e no final da tarde, pois o ingresso é gratuito nas duas últimas horas de funcionamento.

Hospedagem

Ficamos em 7 acomodações diferentes, seis delas reservadas pelo Booking e um Airbnb (minha primeira experiência). Tenho que dizer que a primeira experiência de Airbnb não foi boa, não por culpa da plataforma, mas não gostei. Havíamos reservado um local e a anfitriã cancelou faltando apenas 2 dias para a nossa chegada, tivemos que reservar de última hora outro local, que foi razoável, mas passar o sufoco foi muito ruim.

Hotéis com excelente custo benefício e que voltaria com certeza:

Hotel Dalla Mora  – Veneza

Hotel Rudy – Riva Del Garda

Borgo San Luigi – Toscana

  • Leoni Meyer mora em Porto Alegre, é professora de Português/Espanhol e funcionária pública do Estado na área administrativa

Comentários

comentários