Narrativas de Viagem é tema de curso e rodada de palestras na Unisinos
26 de abril de 2018
Dia do Vinho: saiba quais cidades terão programação especial
1 de maio de 2018

Torres: Festival de Balonismo é mágico!

Seis anos após o meu primeiro Festival de Balonismo de Torres (RS), o encanto ainda não foi embora. As cores dos balões contrastando com o azul do céu são um espetáculo que nunca perderá a graça.

O balonismo é um esporte que transforma. Descobri isso em 2011, no meu primeiro festival. Ele faz com que sonhos se tornem possíveis, emociona e ensina que nem sempre temos tudo sobre nosso controle.

Assim como o piloto que busca a camada de ar perfeita para seu voo, nós também vivemos tentando buscar os caminhos corretos para uma vida melhor. Essas lições me transformaram, me ensinaram a levar a vida de forma mais leve, de aceitar perdas, comemorar as conquistas e entender que a vida, às vezes, não é pré definida.

Eduarda acorda cedo para aproveitar todos os momentos do festival que movimenta a praia de Torres (RS) nos meses de abril e maio

Acredito que há um tipo de mágica naqueles vários metros de tecido que, em pouco tempo, são inflados e levam o ser humano às alturas.  Uma mágica viciante, que te faz querer cada vez mais e nunca desapegar desse esporte incrível que o balonismo é.

Torres, que já é conhecida como a mais bela praia gaúcha, fica ainda mais bonita entre o final de abril e início de maio. O festival de balonismo surgiu há 29 anos como uma pequena atração da cidade e, hoje, se consolidou como o maior festival de balões da América Latina.

O evento é uma grande festa, além da competição entre balonistas de todo o mundo, é possível encontrar shows da esquadrilha de fumaça e paraquedistas, concursos de gastronomia, parques de diversões, teatros, feiras orgânicas e shows musicais para todos os gostos.

Mesmo com tantos atrativos, em 2017 ainda foi diferente. As condições do clima transformaram o balonismo em um evento especial. Os organizadores concordaram que este foi o melhor festival dos últimos 15 anos. Para mim este foi o melhor balonismo de todos!!

 

O litoral combinado com o show de cores entre os balões tradicionais e especiais, como o de forma do Cristo Redentor, emocionou e transformou o momento em algo único.

 

É fundamental ter sorte

O balonismo é um esporte regrado, depende mais das condições climáticas do que de qualquer outro fator. Logo, as provas têm um horário definido (geralmente às 7h e às 16h).

Vento e pressão atmosférica se tornam condições perfeitas para o voo dos balões. A cada ano a edição é diferente por causa dessas condições, tornando o espetáculo uma caixinha de surpresas e individual em suas características particulares.

Dicas para um balonismo perfeito

O evento é lindo em todas as formas, mas com seis anos de participação no evento de balonismo, alguns truques foram adquiridos, transformando a experiência para melhor. Por exemplo: o parque do balonismo está bem no início da cidade e é de fácil acesso.

Porém, o movimento aumenta com o festival (este ano foram registrados 300 mil pessoas!!) então, estude o mapa da cidade e busque caminhos alternativos, eles serão os seus melhores amigos.

Nem sempre gostamos de acordar cedo, mas chegar 15 minutos antes das provas começarem será de grande ajuda. Esses minutos serão recompensados por paisagens lindas e são valiosos para escolher o lugar em que você ficará e, assim, a vista que terá da prova.

Falando em lugar, a arquibancada é boa, mas a plataforma bem em frente à arena de balões é a melhor posição. Lá a vista é para todos os ângulos da cidade e a possibilidade de um balão passar perto de você é maior (foram 4 vezes nos últimos 6 anos!!).

A entrada no parque é gratuita, então pegue sua programação e veja todos os eventos que você deseja ir e se programe para isso. Fique ligado na rádio da cidade, ela transmite diversas informações sobre as provas e onde os balões irão decolar e pousar.

Nas provas da chave e Fly-In, os pilotos começam o voo de fora do parque e, durante o percurso, eles vêm até a arena de balões onde há um alvo em que eles tem que acertar uma marca ou então tentar pegar uma chave que está pendurada em um mastro.

Ambas as provas fazem com que o balão desça perto do público, muitas vezes quase encostando no público durante o voo. Na prova Fly-On os pilotos saem de dentro do parque e vão atrás de um alvo previamente definido pelo juiz.

Eduarda já visitou seis vezes o festival de balonismo de Torres e da última vez foi junto aos balões participar da “caça à raposa”

A minha prova favorita é da Caça a Raposa. Ela é a mais emocionante e permite que o público participe junto com os pilotos. A prova é basicamente uma corrida de pega-pega entre os balões. O mais empolgante é que nós podemos seguir essa corrida por terra e chegar junto com os pilotos quando eles pousam, o que acontece na beira da praia ou na zona rural.

O Night Glow, literalmente traduzido como o brilho da noite, faz com que os balões  brilhem durante apresentações coordenadas. O fogo utilizado para aquecer o ar dos balões os transforma em verdadeiras lamparinas brilhantes que se destacam no céu noturno. É o tipo de atração que encanta crianças e adultos.

Além de curtir todas as provas, ainda é possível voar de balão, paramotor ou helicóptero.  Passear pelas ruas e parques de Torres também é um indispensável.

Ficou com vontade de participar dessa festa? Não se preocupe, o próximo balonismo já tem data marcada ele ocorrerá do dia 27 de abril até 1º de maio de 2018. Para comemorar os 30 anos do festival estão previstos 102 balões de todo mundo.

 

* Texto de Eduarda Bittencourt, estudante de Jornalismo simplesmente apaixonada por balonismo e por conhecer lugares diferentes. Já esteve seis vezes em Torres (RS) somente para conferir o espetáculo no céu da cidade!

 

Comentários

comentários